Arquivo | outubro, 2010

CAP-UFPR apoia a chapa do Coletivo MAIO.

5 out

Universidade Federal do Paraná

Centro Acadêmico de Psicologia

Curitiba,30 de setembro de 2010

Centro Acadêmico de Psicologia da Universidade Federal do Paraná (CAP UFPR) vem por meio desta, manifestar publicamente seu apoio político à Chapa O Fim do Picadeiro, composto pelo Coletivo Maio, que disputa a gestão 2010/2011 do Centro Acadêmico Hugo Simas (CAHS) da Faculdade de Direito da UFPR.

Desde a criação do Coletivo Maio, o CAP acompanha as suas lutas e conquistas no Movimento Estudantil de Direito, e as considera de extrema importância para a comunidade acadêmica e para a sociedade.

Durante o ano de 2010, o Coletivo proporcionou atividades como uma jornada ao MST, promovendo o debate aos estudantes e desmistificando vários pré-conceitos e inverdades sobre o movimento. Atuou na construção e realização do Plebiscito Popular pelo limite da propriedade da terra; levou delegados no XIV Congresso de Estudantes da UFPR e tem feito estudos qualificados e abertos para todos os estudantes sobre a questão de gênero.

Essas lutas estão de acordo com as bandeiras que temos no Centro Acadêmico de Psicologia, assim sendo, apoiamos o Coletivo que de maneira concreta se mobiliza para fazer críticas, aprofundando debates que proponham uma real mudança desse sistema social,que para beneficiar a alguns, oprime a grande maioria.

Força a estes futuros advogados comprometidos com a luta do povo!

CAP-UFPR Gestão Revirando a noite, revelando o dia, 2009/2010

Respeitável público! Entram no picadeiro os inseparáveis gêmeos siameses!

5 out

Unidos pelo tronco, mas com cabeças diferentes – uma verde, outra azul – eles estão em uma constante briga. Um contra o outro, não percebem que estão grudados no mesmo corpo: o corpo da burocracia institucional.

A política acadêmica da faculdade anda muito parecida. Na verdade, ela anda “univitelínica”. Esses gêmeos se transformam em burocratas, que defendem interesses particulares, mas se escondem atrás de grossa maquiagem: O CAHS “nunca fez tanto Movimento Estudantil” (mas não quis enviar delegação ao Encontro Nacional); O CAHS “funciona por coordenações” (que nunca fazem reuniões); afirma-se “plural” (mas defende uma falsa “neutralidade” conservadora); discute “gênero” (mas vai aos Jogos Jurídicos cantando “caloura puchiana”).

Neste circo, o papel dos siameses é a mágica eleitoreira: sua principal atração. Grandes eventos e publicações lançadas duas semanas antes das eleições. Instalam-se televisões e mesas de sinucas, como os políticos que abrem estradas e constroem escolas. E, acreditem, há fraudes aqui como em Brasília (os votos de suínos valem o dobro!). Que ótimos mímicos!

Neste picadeiro, o Movimento Estudantil funciona como delivery, os gêmeos não querem que os estudantes levantem o traseiro da carteira para nada: não fazem assembleias nem reuniões e só “mobilizam” os estudantes PARA uma consulta que, claro, prescinde o debate.

Puxando um o cabelo do outro, pautam-se pela pequena política – qual festa é mais barata, qual marca de festa é ou não “propriedade” dos estudantes, qual é a data do estatuto para isso e aquilo… Não vão além do óbvio: “competência”, “eficiência”, “gestão”. O CAHS é uma microempresa e o ME um serviço de atendimento ao consumidor.

Os siameses se prendem a instituições hierarquizadas, têm presidente ou dono, e são financiados pelos professores, que dão milhares de reais com uma mão, para pegar vinculação política e servilismo com a outra. O autofinanciamento ainda é um mistério para esses gêmeos.

Democracia não é defender interesses particulares (seja o IRA de um formando, ou o ramo do direito que sua família estuda) e renovação não é repetir formas burocráticas. Por isso,  Coletivo Maio convida a todos para tocarmos fogo nesse circo! É o fim do picadeiro, porque essa baixa política acadêmica de irmãos siameses que só debatem picuinha e obviedades é o fim da picada!

Oficina de Stencil

4 out

O Coletivo Maio está reunido nesta tarde para realizar a oficina de Stencil da Campanha “Fim do Picadeiro”.

Apareça para fazer a sua camiseta!

Fim do picadeiro

3 out

Carta Programa do CRD (2009)

3 out

Carta Programa do CRD (2009)

“Eu sei o que vocês fizeram em maio passado!”

Informaio 7 (2009)

3 out

Informaio n. 7 – 2009

“ENADE: A mão visível do mercado”

“ENADE: nove perguntas”

“Corredor Cultural de Curitiba”

“Jornada contra a crise: Terra em pauta”

Informaio 6 (2009)

3 out

Informaio n. 6 – 2009

“Uma faculdade, dois cursos. Uma outra formação?”

“Estágio: oportunidade ou emprego mal remunerado?”

“Quem paga a banda escolhe a música”

“Prestação de contas da chapa do MAIO”